24 de maio

GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
21/09/23 às 11h44 - Atualizado em 15/05/24 às 13h22

Nova ponte substitui estrutura antiga de tubos sobre o Córrego Monjolo na Fercal

COMPARTILHAR

Obras na DF-131 beneficiam 30 mil moradores da zona rural de Planaltina. Via pavimentada ligará a DF-128 à DF-205 e vai melhorar o escoamento da produção agrícola local

‌As obras de pavimentação da rodovia DF-131, que liga a DF-128 à DF-205, estão em andamento, com a construção de uma ponte de concreto na altura do Km 4. O trecho foi interditado no mês passado, quando iniciaram as obras.
Construção da ponte vai facilitar o deslocamento de pessoas, cargas e mercadorias em uma área de escoamento de produção agrícola | Foto: Divulgação/DER

A construção da ponte de concreto, que vai substituir uma estrutura antiga de tubos, está na etapa de fundação e colocação das estacas. A ponte sobre o Córrego Monjolo terá extensão de 20 metros por 11,25 metros de largura, com passagem compartilhada para pedestres e ciclistas, com mais segurança para a população da região.

Somente na ponte foram investidos R$ 2 milhões. No total da obra, com a pavimentação, o Governo do Distrito Federal (GDF) investiu R$ 17 milhões. A obra vai beneficiar cerca de 30 mil pessoas que residem nos núcleos rurais Monjolo, Fercal, Palmeiras, União Vegetal e o Assentamento Márcia Cordeiro Leite.

Segundo o superintendente de Obras do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Cristiano Cavalcante, as equipes já concluíram a colocação de massa asfáltica num trecho de 4 km, dos 6,3 km previstos para serem pavimentados. Os operários trabalham na terraplenagem e drenagem nos trechos que ainda não receberam asfalto.

“Essa ponte é necessária para permitir o deslocamento de pessoas, cargas e mercadorias. Ali é uma área produtora agrícola, muito importante para a região rural de Planaltina, Brasilinha de Goiás e arredores”, afirmou Cristiano.

A construção contempla uma importante região de escoamento de produção agrícola e é localizada nas proximidades da Estação Ecológica Águas Emendadas (Esecae). Dentro da unidade de conservação ecológica nascem as bacias hidrográficas do Tocantins, ao norte, e, ao sul, a bacia do Paraná-Prata.

Mapa do site Dúvidas frequentes